Comemore o AIR MAX DAY. Esse dia é seu também! [Publipost]

Spread the love

O NIKE Air Max tem muitas histórias para contar, e você certamente tem uma história com aquele que se tornou um dos maiores ícones da cultura sneakers!

O modelo criado em 1987, saiu literalmente da mente de Tinker Hatfield, principal shoe designer da Nike (e porque não? De todos os tempos!), e mudou para os pés de amantes de tênis ao redor do mundo, mudando para sempre o curso da história dos calçados esportivos.

Celebrando quase três décadas de inovação e design, a próxima quinta-feira (26) marca a comemoração anual do Air Max Day. A Nike já realizou um pré-lançamento exclusivo do Air Max Zero em seu site no último sábado, porém, o lançamento oficial do modelo tão aguardado e disputado acontecerá no dia 26 de março, e poderá ser adquirido aqui.

Para celebrar essa data mais que especial, convidamos você a compartilhar como o Air Max faz parte da sua vida, publicando sua história e sua foto no INSTAGRAM com a tag #PiraNoMeuAir. As histórias e imagens mais interessantes serão publicadas no Instagram do THBR. Vamos lá, publique com a tag para que possamos encontrar você.

Quer saber um pouco mais sobre a incrível história do modelo? Confira abaixo o texto que preparamos com relatos de duas lendas vivas! Ninguém menos do que Tinker Hatfield e Graeme McMiller.

 

Com a palavra, Tinker Hatfield:

O NIKE Air Max Zero foi o primeiro passo. O Air Max antes mesmo do Air Max 1.

“Não houve briefing, não houve pesquisa. Houve uma única revelação”, lembra Tinker Hatfield. “Pensei: por que não desenhar um tênis de corrida novo, bacana, que revelasse ao mundo o que de fato era o Nike Air?’”

Na época, a tecnologia de amortecimento Nike Air já existia. Embora fizesse sucesso entre os amantes de corrida, passou despercebida por muita gente, pelo simples fato de que as pessoas não podiam vê-la.

 “Eu me lembro de ter pensado que estávamos construindo cápsulas de Air cada vez maiores; lembro de achar que as pessoas precisavam ver e entender a ideia”, diz ele.

Para encontrar a embalagem perfeita para mostrar a inovadora tecnologia ao mundo, Tinker acabou encontrando inspiração na arquitetura, seu campo de estudo anterior aos calçados.

Em uma viagem a Paris, ele se encantou com o Centre Pompidou, edifício que traz como uma de suas maiores marcas, as escadas no melhor estilo “air” ou seja, envoltas em uma armação transparente, que passam a impressão de estarem envoltas em uma “bolha de ar”…ou porque não, air? .

Ao voltar para Oregon, deu vida ao conceito do Air visível, na forma de um tênis de corrida inovador. Porém, como quase todo bom projeto, o NIKE Air Max 1 nasceu de 1% de inspiração e 99% transpiração. Ele foi resultado de várias tentativas e erros, das quais uma das primeiras foi o conceito do Air Max Zero. Inconscientemente, Hatfield partiu de designs que só ganhariam formas concretas anos depois. Ele centrou esforços na criação de um tênis que tivesse o necessário para garantir o máximo conforto e um melhor desempenho.

Tinker surgiu com várias ideias, como deixar a sola intermediária minimalista, e uma tira externa no calcanhar, sem apoio, em um conceito de design que só seria concretizado no Nike Air Huarache, apresentado em 1991.

“Em muitas formas, o modelo estava à frente de seu tempo”, diz ele. “Não apenas por causa da aparência, mas também pela estrutura. A tecnologia e os materiais disponíveis na época não eram avançados o bastante para executar aquela visão original”.

Em suma, ele desenhou um tênis tão avançado que, naquele momento, não podia ser produzido.

Diante dessa realidade, Hatfield se viu forçado a reinterpretar o primeiro desenho. Isso levou à criação do Air Max 1, que acabou sendo o início de uma revolução na indústria dos tênis de corrida. A bolsa de Air visível logo avançou da corrida para o basquete. Com o tempo, o NIKE Air Max ultrapassou as fronteiras do esporte e se transformou num produto essencial de lifestyle, reconhecido em todo o mundo.

O Air Max Zero ficou perdido durante quase 30 anos em meio a constante evolução da Família Air Max. Mas durante uma “escavação arqueológica” em busca de fontes de inspiração para comemorar o Air Max Day, a equipe de design da NIKE SPORTSWEAR encontrou o esboço de Hatfield em meio aos primeiros protótipos e amostras que nunca chegaram a ser produzidos, e o achou interessante.

youA primeira impressão que McMillan teve sobre o desenho de Hatfield foi uma definição perfeita para o esboço original. Ele notou imediatamente as referências ao Huarache e ao Sock Racer no forro interno e na tira ao redor do calcanhar, que fugia aos padrões tradicionais. McMillan logo começou a sentir a pressão com a qual teria que lidar: agora, cabia a ele reinterpretar o desenho de Hatfield, para que o modelo finalmente pudesse ser produzido.

“É uma grande responsabilidade fazer jus ao primeiro desenho de modo que ele seja fiel ao original e, ao mesmo tempo, acrescente um elemento de inovação que permita construir o tênis de uma forma que teria sido impossível em 1987, quando o Air Max 1 foi lançado”, completa McMillan.

Depois de se reunir com Hatfield, McMillan decidiu apostar na decisão de acrescentar as mais recentes inovações da Nike ao projeto. Entre elas estão tecnologias como o solado Air Max 1 Ultra, apresentada recentemente e utilizada no Air Max 1 Ultra Moire, com uma estrutura oca de Phylon. Já os cabedais apresentam tamanho menor, sem abrir mão da sustentação. Destaque também para a  malha de monofilamento, que ajuda a construir uma ponta fora do comum, sem prejudicar a circulação de ar.

Assim, o conceito original de HATFIELD tomou forma  e o Air Max anterior ao Air Max 1 ganhou vida.

“Adorei”, afirma HATFIELD. “O tênis usa materiais e estrutura modernos. Acho que essa é a única maneira de fazer esse modelo. Não estamos mais no passado, as coisas mudam. Se tivessem me dado o projeto agora, eu também teria escolhido novos materiais”.

Assim como mencionamos, o NIKE Air Max Zero estará disponível em Nike.com a partir do dia 26 de março, data do Air Max Day! E não se esqueça, compartilhe a sua foto no Instagram com a hashtag #piranomeuair! Nos vemos dia 26!